Compartilhe

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Morre médico agredido durante carnaval na Bahia, diz hospital


Vítima foi espancada em uma tentativa de assalto em Salvador. Jovem morreu de parada cardíaca. Enterro vai ser em Juazeiro.


Morreu na noite de domingo (17)  o médico Márcio Espínola, que foi agredido durante o carnaval de Salvador em uma tentativa de assalto. Segundo o Hospital  Santa Izabel, a vítima morreu em decorrência de uma parada cardíaca. Ele estava inernado desde o dia 9 de fevereiro. De acordo com a família, o enterro vai ser realizado em Juazeiro, norte da Bahia, às 17h desta segunda-feira (18).
No dia 14 de fevereiro, através da assessoria, o Hospital Santa Izabel informou que a vítima, que sofreu um traumatismo craniano, passou por cirurgia e ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade.

O caso
 Segundo familiares, o médico foi agredido no momento em que buscava um táxi, no bairro do Rio Vermelho, após curtir o carnaval de Salvador. O caso aconteceu no sábado (9) e não foi registrado na polícia.
O pai da vítima, Rivadázio Espínola, contou que seu fiho passou por uma cirurgia para drenar sangue na cabeça. Segundo parentes, o médico saía do camarote, no bairro de Ondina, parte do circuito Dodô, junto com um amigo, e caminhou até o bairro do Rio Vermelho para buscar um táxi, quando eles foram abordados por dois homens, que anunciaram o assalto.
Parentes contaram que o amigo teve um cordão de ouro roubado e o médico reagiu à ação, sendo agredido com um murro. Após a agressão, segundo parentes, ele caiu no chão, bateu a cabeça e levou chutes por parte dos suspeitos. A vítima foi levada, primeiro, para o Hospital Geral do Estado (HGE) e, em seguida, transferida para o Santa Izabel.
Para ler mais notícias do G1 Bahia, 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares