Compartilhe

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

RIo de Janeiro tem quase 6000 casos de dengue.


Em comparação com janeiro e fevereiro de 2010, aumentou 54% o número de infectados. Em apenas dez dias, entre 2 e 12 de fevereiro, foram notificados 5.757 casos suspeitos no Estado do Rio de Janeiro, número que deixou em alerta a Secretaria Estadual de Saúde, que não descarta a possibilidade de uma epidemia de dengue. 

Em comparação com janeiro e fevereiro de 2010, o número de casos este ano aumentou 54%, totalizando até o momento 3.826 ocorrências. Na capital fluminense, a quantidade de registros é quase quatro vezes maior, passando de 289 para 1107 no mesmo período de comparação. Em Niterói, foram notificados 141 casos. 
Os municípios com maiores taxas de incidências são Bom Jesus do Itabapoana (763,1 casos a cada 100 mil habitantes), Santo Antônio de Pádua (438,8 casos a cada 100 mil habitantes), Cantagalo (312,7 casos a cada 100 mil habitantes) e Cambuci (310,2 casos a cada 100 mil habitantes). 
Segundo os dados da Secretaria Estadual de Saúde - que constavam em planilhas no site da instituição que foram retiradas (segundo a assessoria devido a mudanças no novo portal) - foram notificados 485 casos em toda a capital fluminense no mês de janeiro, aumento de 440% quando comparados com o mesmo mês do ano passado, quando foram registrados 110 casos.

No primeiro mês do ano, os bairros com os maiores índices foram Santa Cruz, na zona oeste do município, com 99 casos, seguido por Madureira e Paciências, ambos na zona norte. 
As ocorrências registradas no Rio de Janeiro estão preocupando os órgãos municipais e estaduais, a ponto do superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria Estadual de Saúde do Rio, Alexandre Chieppe, ter informado que busca alternativas para diminuir a incidência da doença entre a população mais jovem. 

A secretaria informou que vai implementar um sistema online para o controle de focos do mosquito da dengue em todos os municípios do Estado do Rio de Janeiro. Pela internet, a população e até mesmo as autoridades públicas de saúde estaduais e municipais poderão ter acesso a informações como o número de agentes de saúde e de visitas a domicílios. Estão sendo realizadas oficinas nos municípios de Nova Iguaçu, Magé, Mesquita, Queimados e Japeri.
De acordo com o órgão, outras 20 cidades vão passar pelo mesmo procedimento até o final desta semana. O objetivo é que 80% das casas de cada cidade recebam a visita de agentes do combate à dengue. 
Dengue em 2010 
Segundo apurou com exclusividade o R7, o número de pessoas infectadas pela dengue mais que triplicou no Brasil entre 2009 e 2010, passando de 323.876 para 999.688, segundo dados preliminares do Ministério da Saúde. No mesmo período, 572 pessoas morreram em consequência da doença.

Ao todo, entre três de janeiro de 2010 até 1º de janeiro de 2011 foram notificados 29.922 casos suspeitos de dengue no Estado do Rio de Janeiro: 1.447 em janeiro, 2.052 em fevereiro, 3.324 em março, 5.376 em abril, 6.765 em maio, 3.301 em junho, 2.088 em julho, 1.503 em agosto, 753 em setembro, 492 em outubro, 1.028 em novembro e 1.793 em dezembro. No período foram 43 óbitos. 
De 1º a 28 de janeiro deste ano, foram notificados 26.034 casos da doença no país – desses, 101 foram casos graves. 

Mortes Uma criança de nove anos morreu na terça-feira, dia 08 de fevereiro, vítima de dengue hemorrágica em Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A menina estava internada desde o dia 26 de dezembro. Um exame feito pela Fundação Oswaldo Cruz confirmou a doença. No entanto, a secretaria apenas confirma duas mortes, uma no município de Nova Iguaçu e outra em Magé.
Fonte: http://ats-rj.blogspot.com.br/2011/02/rio-de-janeiro-tem-quase-6000-casos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares